Dominica, uma ilha bem selvagem

Saímos de St. Pierre bem cedinho para chegarmos ao final da tarde em Portsmouth Dominica. Ancoramos quase ao anoitecer, logo mais nossos amigos chegaram também. Isso sempre é uma preocupação, chegarmos de dia onde não conhecemos para ancorarmos com a luz o dia, pois é perigoso chegar a uma ancoragem a noite. Muitos cabos, âncoras de outros barcos, profundidade, armadilhas de pesca mal sinalizadas, por isso temos que ser precavidos. Ancorados é hora de descansar. No outro dia saímos cedo para fazer o Customs e explorar a Ilha, almoçamos num restaurante local bom e barato. Ai conhecemos a Cleo e o Georges, do Veleiro Albatroz Feliz, ela uma brasileira que mora na França a muitos anos, que até o sotaque do Nordeste já perdeu. Ela é super alto astral, adoramos conhecê-los. Depois curtimos uma tarde de praia. A noite fizemos uma jantinha com nossos amigos do Dutty Free, foram pra casa cedo para descansar, pois no outro dia iríamos fazer um passeio no Indian River, o Rio onde foi filmado cenas do Piratas do Caribe. Logo que eles foram pra casa, nos passam um rádio, falando que achavam que a a gente tinha garrado, pois estávamos muito longe deles, realmente tínhamos garrado muito, um pouco mais e estávamos em baixo do Pesqueiro de Ferro abandonado que havia ali. Nessa noite ventava muito um vento constante de uns 35kts, fora a rajada que sempre aumenta. Estávamos com 2 âncoras de 25kg , 60 metros de corrente, em uma profundidade de 4 metros, mas não adiantou, fundo de grama e as âncoras Bruce mais a Arado não davam conta. Começamos nossa saga, nessa noite garramos por 7 vezes, já não aguentávamos mais ancorar e re-ancorar, não adiantava. Poderíamos bater a qualquer momento em outro barco ou até mesmo irmos parar nas pedras. Decidimos então sairmos no meio da madrugada mesmo e fomos ancorar próximo a desembocadura do Indian River, onde o fundo era de lama na sua maioria e ai sim nossas âncoras unharam e podemos dormir tranquilos. Passado o sufoco, dia amanheceu lindo, como se nada tivesse acontecido. E a sensação de dever cumprido, de um bom trabalho de equipe realizado, pairava no ar... um alivio! Fomos fazer nosso passeio do Indian River no meio da floresta, lindo, paisagens maravilhosas e um banho de rio para finalizar, e repor as energias. Tudo oque precisávamos depois de uma noite de muito trabalho, muito esforço e pouco sono.

Antecipamos nossa volta a Martinica para comprarmos a nova âncora pois não queiramos mais inconvenientes na próxima ancoragem, então nossos amigos seguiram sozinhos para Guadalupe e nós voltamos a Martinica.

Indian River, onde foi filmado cenas do Piratas do Caribe

Um pilata morto, mamãe!!!

Silêncio!!! Tem pilatas...

Foto tirada pelo Arthur

Nosso guia

Nossos amigos, Mari e Borja e o Dutty Free
Fazendo turno.
Depois do turno, curtindo a mamãe.

Soninho, da travessia.

Informações Úteis Customs/Imigração Onde fazer: Portsmounth ou Roseau Quanto custa: U$ 4,00 por pessoa. Ancoragem: Você pode ficar na âncora sem custos, ou se preferir também há bóias pagas. Mercados: Há em Roseau grandes mercados e em Porthsmounth onde ficamos tinha mercados menores para repor oque fosse necessário. Uma boa feirinha de frutas e verduras também. Água: Não abastecemos, mas amigos falaram que tinha agua grátis em Portsmounth. Diesel: Não abastecemos.


Últimos Posts
Arquivo
Pesquisar por Tags
Sigam-nos
  • Instagram Social Icon
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square